Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escritos Dispersos

"Todos começamos por ser crianças." "Com tempo, perseverança e esperança, tudo se alcança." À minha mulher e às nossas filhas.

Escritos Dispersos

"Todos começamos por ser crianças." "Com tempo, perseverança e esperança, tudo se alcança." À minha mulher e às nossas filhas.

PALÁCIO, BASÍLICA, CONVENTO, JARDIM DO CERCO E TAPADA, EM MAFRA - CLASSIFICAÇÃO COMO MONUMENTO NACIONAL (MN) ...

Mafra.JPG

PALÁCIO, BASÍLICA, CONVENTO, JARDIM DO CERCO E TAPADA, EM MAFRA - CLASSIFICAÇÃO COMO MONUMENTO NACIONAL (MN) ...

 

Anúncio n.º 107/2019 [Diário da República, 2.ª Série — N.º 114 — 17 de junho de 2019] - Projeto de Decisão relativo à classificação como monumento nacional (MN) do Real Edifício de Mafra - Palácio, Basílica, Convento, Jardim do Cerco e Tapada, em Mafra, freguesia e concelho de Mafra, distrito de Lisboa.

 

Nos termos do artigo 25.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, de 23 de outubro, faz público que, com fundamento em parecer da Secção do Património Arquitetónico e Arqueológico do Conselho Nacional de Cultura de 13 de fevereiro de 2019, que mereceu a minha concordância em 4 de abril de 2019, é intenção da Direção-Geral do Património Cultural propor a Sua Excelência a Secretária de Estado da Cultura a classificação como monumento nacional (MN) do Real Edifício de Mafra — Palácio, Basílica, Convento, Jardim do Cerco e Tapada, em Mafra, freguesia e concelho de Mafra, distrito de Lisboa.

 

Nos termos do artigo 27.º do referido Decreto-Lei n.º 309/2009, de 23 de outubro, os elementos relevantes do processo (fundamentação, despacho, planta com a delimitação do bem e da respetiva ZONA GERAL DE PROTEÇÃO e FIXAÇÃO DAS ZONAS ESPECIAIS DE PROTEÇÃO (ZEP)) estão disponíveis nas páginas eletrónicas dos seguintes organismos:

 

a) Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), patrimoniocultural.pt (Património/Classificação de Bens Imóveis e Fixação de ZEP/Consultas Públicas/Ano em curso);

 

b) Câmara Municipal de Mafra, cm-mafra.pt .

 

O processo administrativo original está disponível para consulta (mediante marcação prévia) na Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), Palácio Nacional da Ajuda, ala Norte, sala 5, 1349-021 LISBOA.

A visitar em Lisboa: O MUSEU DE MARINHA …

Está instalado no Mosteiro dos Jerónimos, em Belém, Lisboa, desde 1962.

É um museu onde podemos verificar a secular ligação dos portugueses com o mar. No Museu de Marinha, destaca-se o período brilhante dos Descobrimentos Portugueses. É um local muito agradável e bem organizado, que revela a importância da Marinha Portuguesa, em Portugal e no Mundo, através dos múltiplos e variados objetos expostos (cerca de seis mil): modelos de navios e embarcações reais, quadros e gravuras, condecorações e armas, cartas de navegar e instrumentos de navegação, fotografias e diplomas, entre muitos outros (inclui um centro de documentação com aproximadamente 14.500 obras).

 

Poderá conhecer melhor o Museu de Marinha em: https://ccm.marinha.pt/pt/museu/, preparando a visita.

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DE IMAGENS DE MUSEUS, MONUMENTOS E OUTROS IMÓVEIS AFECTOS À DIRECÇÃO-GERAL DO PATRIMÓNIO CULTURAL (DGPC) ...

Despacho n.º 10946/2014 [Diário da República, 2.ª Série — N.º 164 — 27 de Agosto de 2014] – REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DE IMAGENS DE MUSEUS, MONUMENTOS E OUTROS IMÓVEIS AFECTOS À DIRECÇÃO-GERAL DO PATRIMÓNIO CULTURAL (DGPC), regulamento que faz parte integrante do Despacho n.º 10946/2014 e que entra em vigor no dia 1 de Setembro de 2014.

(…)

TOMADA DE IMAGENS FOTOGRÁFICAS PARA FINS DE USO PRIVADO

ÂMBITO E CONDIÇÕES GERAIS

 

É autorizada a tomada de imagens fotográficas de ambientes gerais unicamente para fins de uso privado, não sendo permitida a utilização de tripé, flash ou qualquer outro tipo de luz artificial nos espaços interiores, e desde que tal captação não conflitue:

a)      Com eventuais disposições em contrário, identificáveis na sinalética;

b)      Com eventuais indicações em contrário por parte dos recepcionistas, vigilantes e demais funcionários;

c)      Com especiais necessidades de segurança e conservação preventiva e sempre que da mesma possa decorrer perigo para a segurança dos Imóveis e dos bens culturais móveis neles integrados;

d)      É interdita a utilização das imagens para outros fins que não os considerados lícitos no âmbito do uso privado.

 

Serviços dependentes da Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC), de acordo com o Decreto-Lei n.º 115/2012, de 25 Maio:

 

Convento de Cristo.

Mosteiro de Alcobaça.

Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém.

Mosteiro de Santa Maria da Vitória (Batalha).

Panteão Nacional, instalado na Igreja de Santa Engrácia, em Lisboa e na Igreja de Santa Cruz, em Coimbra.

Palácio Nacional da Ajuda.

Palácio Nacional de Mafra.

Museu Nacional de Arte Contemporânea — Museu do Chiado/Casa Museu Dr. Anastácio Gonçalves.

Museu de Grão Vasco.

Museu Monográfico de Conímbriga.

Museu da Música.

Museu Nacional de Arte Antiga.

Museu Nacional de Arqueologia.

Museu Nacional do Azulejo.

Museu Nacional dos Coches e anexo em Vila Viçosa.

Museu Nacional de Etnologia/Museu de Arte Popular.

Museu Nacional de Machado Castro.

Museu Nacional de Soares dos Reis.

Museu Nacional do Teatro.

Museu Nacional do Traje.

 

Imóveis afectos à Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC), de acordo com o Decreto-Lei n.º 115/2012, de 25 Maio:

 

Convento de Cristo.

Mosteiro de Alcobaça.

Mosteiro dos Jerónimos.

Torre de Belém.

Mosteiro de Santa Maria da Vitória (Batalha).

Igreja de Santa Engrácia, Lisboa.

Túmulo de D. Afonso Henriques (Panteão Nacional), na Igreja de Santa Cruz, em Coimbra.

Palácio Nacional de Mafra.

Palácio Nacional de Queluz.

Palácio Nacional de Sintra.

Antigo Convento de São Francisco, em Lisboa, também designado por edifício do Museu do Chiado ou edifício do Museu Nacional de Arte Contemporânea.

Edifício da Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves.

Edifício do Museu Grão Vasco.

Edifício do Museu Monográfico de Conímbriga e ruínas.

Edifício do Museu Nacional de Arte Antiga.

Antigo Convento da Madre de Deus, também designado por edifício do Museu Nacional do Azulejo.

Edifício do antigo picadeiro real de Belém, também designado por edifício do Museu Nacional dos Coches.

Edifício do Museu Nacional de Etnologia.

Edifício pavilhão da “Secção da Vida Popular” do Exposição do Mundo Português, também designado por edifício do Museu de Arte Popular.

Edifício do Museu Nacional de Machado Castro.

Palácio das Carrancas, também designado por edifício do Museu Nacional de Soares dos Reis.

Palácio do Monteiro Mor, em Lisboa, também designado por edifício do Museu Nacional do Teatro.

Palácio Angeja-Palmela, em Lisboa, também designado por edifício do Museu Nacional do Traje.

Arco da Rua Augusta.

Capela de São Jerónimo, em Lisboa.

Igreja de São Vicente de Fora, em Lisboa.

Sé de Lisboa.

Fortaleza de Abrantes.

Igreja de São Vicente, em Abrantes.

Igreja Matriz da Golegã.

Igreja e claustro do Convento de São Francisco, em Santarém.

Igreja de Santo Agostinho (ou da Graça), em Santarém.

Ruínas do Castelo de Alcanede, em Santarém.

Túmulo de Fernão Rodrigues Redondo, na capela de São Pedro, anexa à Igreja de São Nicolau, em Santarém.

Lapa da Bugalheira.

Villa lusitano-romana (Villa Cardillio), em Torres Novas.

Igreja da Atalaia, em Vila Nova da Barquinha.

Convento de Jesus, em Setúbal.

Igreja Matriz de Setúbal.

 

DIRECÇÃO-GERAL DO PATRIMÓNIO CULTURAL (DGPC): http://www.patrimoniocultural.pt/pt/

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Seguros

Reparação de automóveis

Oficinas

Rádio

Deficientes/PESSOAS com necessidades e/ou dificuldades especiais

Saúde...

SOS Crianças

Serviços de Saúde

VISITAS

VISITAS